Buscar
  • Artes Cultura SP

Matriz Chão de Estrelas

Maria Regina Montenegro Leite expõe no Centro Histórico e Cultural Mackenzie

Trata-se de uma exposição itinerante que começou em Atibaia (Centro Cultural André Carneiro) depois foi para Campinas (MIS – Museu da Imagem e do Som), São Paulo PUC Monte Alegre e agora no Centro Histórico e Cultural do Mackenzie no Bairro de Higienópolis de São Paulo. A partir do piso ladrilho hidráulico estrela da igreja Matriz de Atibaia as pinturas foram sendo desenvolvidas cuja poesia inicial cheia de sacralidade, tem se aberto a novas perspectivas conforme os desafios despertados por cada lugar em que a exposição tem acontecido. No Mackenzie os vidros do janelão da Biblioteca refletem o céu que cobre a Rua Maria Antônia e imediações, bem como faz alusão à obra do artista Norberto Stori pintor de tantos céus. São pinturas que que evocam o céu como matriz das estrelas em 4 tempos: noite, dia, neblina e chuva.



A exposição itinerante Matriz Chão de Estrelas foi motivada pelo piso de ladrilho hidráulico da Igreja Matriz de Atibaia.

A palavra “compostela” quer dizer campo de estrelas, como é o chão de estrelas da matriz. E que vem daí o título da exposição.

Título que nos lembra também a poética música “Chão de estrelas” que faz parte da nossa cultura, tanto de Atibaia, como de todos os brasileiros. Seu autor Silvio Caldas morou em Atibaia. Vale ressaltar a presença constante de músicas ao longo de todo esse trabalho.

Contudo, o foco da exposição atravessa a nave central da igreja, a fim de trazer para a pintura situações que evoquem a ideia de chão, caminho, peregrinação, romaria, terra - à luz do sol, lua e estrelas.

Aliás o convite alude à daminha de honra que com luvas vem trazendo os anéis - não sobre macia e aveludada almofadinha conforme certo costume, e sim sobre um ladrilho. Belo, mas duro como são tantas pedrinhas do meio do caminho, ou mesmo aquelas “pedrinhas de brilhante” da música de nossa infância, para o amor passar.

O sentido, a direção desta caminhada é o altar a grande pedra, e por isso espelha o céu, as estrelas. Noite de lua, dia de sol, neblina de aurora, chuva do agora... É tempo, tempo, tempo, tempo.

Esse encantamento motivou caminhadas pictóricas, os quadros desta exposição. Cheguei perto, toquei fotografei me afastei, para ver a parte, para ver o todo. Procurei em lojas especializadas um ladrilho igual ou mais próximo possível para conviver e me inspirar. E os assuntos foram se achegando, um a um em cada quadro. E a aventura estava posta: a oscilante e desafiadora travessia do universo das ideias para o território da pintura.

Maria Regina Montenegro Leite, 2020


Local: Rua Maria Antônia, 307 - prédio 1, CHCM Centro Histórico e Cultural Mackenzie - Bairro Higienópolis, São Paulo - SP

Quando: de 6 de fevereiro à 4 de março de 2020

Horário de Funcionamento: de segunda à sexta-feira das 9 às 21h sábados das 10 às 16h - entrada gratuita

Informações: 11 2114-8661




0 visualização